www.uniaonet.com/niltopjcidadao.htm


Conheça nosso novo site: www.projetocidadao.com
Tb add nosso novo MSN: nilto@projetocidadao.com

24/10/07

Jocum – Jovens com uma Missão / Ministério Transcultural
Caixa Postal: 226 * CEP. 78.900-970 *Porto-Velho -RO - Brasil
* Fone: res
0** 69 223 91 03. escola : (69) 221-6690
celular. 0**.69.8116.1675
C/c 30.548-0 Agencia 2290-X B.Brasil e
C\c 19.645-2 agencia 1294-7 Bradesco

nilto.cavalheiro@bol.com.br
. www.uniaonet.com/nilto.htm

GALERIA DE FOTOS VER : www.uniaonet.com/niltopjcidadao2.htm

(última atualização : 24/10/2007)

MINISÉRIO TRANSCULTURAL

               PROJETO CIDADÃO NA ESCOLA

                        Promovendo a Inclusão das Comunidades Ribeirinhas


      APRESENTAÇÃO


Contexto Histórico dos Povos Ribeirinhos

Dentro da bacia do Rio Amazonas, destaca-se o Rio Madeira, seu maior afluente, que corta a região amazônica no sentido norte-sudoeste, ligando Porto Velho, no Estado de Rondônia a Manaus, capital do Amazonas e a Belém, no Pará. Por não existirem rodovias transitáveis entre essas capitais, o Rio Madeira tornou-se há alguns anos o corredor de exportação de grãos da região centro-oeste, aumentando significativamente o tráfego de embarcações graneleiras em seu leito. Em sua margem existem ecossistemas de grande magnitude e complexidade com uma flora diversificada e fauna exuberante.

A história nos mostra que não é de agora que o grande rio do Estado de Rondônia tem sido utilizado como vetor do desenvolvimento da região. Desde a época da construção da Estrada de Ferro Madeira-Mamoré- o rio vem sendo utilizado como canal para o transporte de toda sorte de materiais e mercadorias, contribuindo decisivamente para o processo de colonização dessa região.

Como ocorre em todo movimento de colonização, não são apenas os pólos de desenvolvimento que passam a receber os imigrantes, pois muitos se fixam no caminho das grandes populações, embora de forma dispersa e muitas vezes isolada. Essa foi a situação de boa parte dos contingentes humanos trazidos para a Amazônia em meados do século passado. O rio que era habitado por índios, passou a ser desbravado por migrantes de outras regiões do País, principalmente nordestinos, que fixaram moradia nas regiões próximas ao rio. Dessa mistura surgiu uma população com características próprias, misturando traços étnicos e culturais do nordeste brasileiro e dos povos indígenas nativos da região.

Hoje a beira do Madeira é o lar de milhares de ribeirinhos, que sobrevivem da pesca, da caça, do plantio de mandioca e outras atividades de subsistência.

Devido às dificuldades de locomoção e escoamento das mercadorias e mesmo da infra-estrutura básica de saúde e de educação – estas quase inexistentes – muitos deixam suas comunidades e sobem o rio ficando mais próximos da capital, Porto Velho, passando a habitar em bairros periféricos como o bairro Nacional, São Sebastião,

               

                Balsa e Belmont. Por não possuírem qualificação para empregos formais e não dispondo mais de suas terras, passam a viver de pequenos trabalhos temporários, de baixa remuneração. Esta trajetória, comum à maioria das famílias que habitam os bairros citados, aliada à falta de princípios cristãos e perspectivas de um futuro melhor, reforça nessa população um sentimento de inferioridade que os torna marginalizados.

 Os ribeirinhos representam o maior grupo não evangelizado do Brasil. Sua religião é um misto de catolicismo romano e tradições supersticiosas. A maior fonte de lazer são os festejos religiosos, os quais são marcadas pelo consumo de bebidas alcoólicas, brigas, prostituição e até mortes. Esses eventos escravizam comunidades inteiras.

Quem é a JOCUM?

Jovens Com Uma Missão é um movimento internacional e interdenominacional de caráter filantrópico, que tem como objetivo principal mobilizar jovens de todas as nações para a obra cristã missionária, servindo às igrejas evangélicas e criando oportunidades de trabalhos em missões a curto, médio e longo prazo em vários países.

A JOCUM foi fundada em 1960 por Loren Cunningham e conta com quase 10.000 obreiros de tempo integral, em aproximadamente 600 localizações, em 135                     países em todo o mundo.

Apesar de seu caráter global, a JOCUM não tem um comando internacional, mas sim lideranças de ministérios em todo o mundo que se encontram                             duas vezes por ano para orarem, discutirem a visão e fazerem                             planejamentos futuros. As decisões sobre o destino dos recursos                             financeiros ficam a critério dos ministérios locais.

No Brasil possui atividades em Belém, Belo Horizonte, Curitiba, Florianópolis, Manaus, Porto Alegre, Porto Velho,  Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Luiz, São Paulo  e Vitória, atuando nos campos social, educacional e cultural, buscando – de forma criativa e com respeito e valorização das especificidades culturais – resgatar a ligação entre o homem e seu criador e devolver-lhe a dignidade e o sentido de existência.

A JOCUM trabalha na região amazônica há 20 anos, com centros de assistência social e religiosa estabelecidos em 4 capitais e outras 3 cidades.

Em Porto Velho, no Estado de Rondônia, a JOCUM se estabeleceu há 10 anos com o objetivo específico de ajudar os povos indígenas, trabalhando na formação de agentes de saúde, na formação de professores e na elaboração de currículos diferenciados para tribos da região.


       ORGANIZAÇÃO


1.  Nome do Projeto:

Projeto Cidadão na Escola

 

2.  Nome e endereço da organização:

 

JOCUM – Jovens Com Uma Missão

Estrada do Belmont, km 08, nº 12008

Bairro Nacional

Porto Velho – Rondônia – Brasil.

 

3.  Nome e cargo da principal pessoa do projeto:

 

Nilto e Marlene Cavalheiro

Coordenadores do Projeto Cidadão na Escola

Telefone: (69) 221-6690

E-mail: nilto.cavalheiro@bol.com.br


PROJETO


1.  Problema:

 

A população dos bairros Nacional e Belmont, oriunda em sua maior parte de comunidades ribeirinhas, bem como as próprias populações ribeirinhas nas proximidades de Porto Velho, são extremamente desassistidas pelos órgãos governamentais, embora vivam uma situação de extrema pobreza.

Essa pobreza não é apenas circunstancial, mas histórica e não apenas material, mas principalmente, espiritual, afetando todo o seu processo de desenvolvimento humano.

Os bairros habitados formados por ribeirinhos estão entre os mais violentos da capital do Estado e registram todos os problemas típicos das comunidades em situação de risco social. Meninas tornam-se prostitutas com 12 anos e com menos de 15 anos já são mães. Os jovens entram no ciclo da bebida-droga-prostituição, tendo sua valorização e auto-estima reduzida a zero, sem perspectivas de qualquer melhoria de vida.

 

2.    Causas do Problema:

 

O sentimento de marginalização e a falta de perspectivas de um futuro melhor marcaram de forma tão profunda a alma dos povos ribeirinhos, que mesmo quando inseridos em populações urbanas como a de Porto Velho, permanecem em um ciclo de pobreza no seu sentido mais amplo (material, espiritual, intelectual).

O rompimento desse ciclo deverá passar necessariamente pelo resgate da auto-estima e a promoção da cidadania dessas comunidades através da educação, despertando-lhes o sentimento de valorização que somente em Deus podemos encontrar.

 

3.    Mudanças esperadas:

 

Gerar um sentimento de dignidade por meio da educação orientada por valores cristãos, capacitando-os como agentes de transformação de sua realidade.

Criar oportunidade de acesso ao ensino fundamental e médio de qualidade, conforme assegura a Constituição Federal do Brasil, e à educação de forma diferenciada, específica, intercultural e libertadora, capaz de contribuir decisivamente para o resgate da cidadania desses povos.

 

4.  Atividades planejadas:

 

a)      Construção da escola;

b)      Implantação de um projeto pedagógico diferenciado, com base em princípios cristãos, voltado para o ensino fundamental e médio, em nível regular e supletivo;

c)      Implantação de cursos profissionalizantes (informática, empreendedorismo, cooperativismo e outros);

d)      Realização de atividades de integração para a comunidade (prática desportiva, bazar comunitário, projeção de filmes e outras).

 

5.  Escolha da abordagem:

 

A abordagem proposta foi selecionada com base em diversas experiências de ensino vivenciadas pelos idealizadores do projeto em comunidades com situação semelhante. A coordenadora Marlene Cavalheiro possui formação superior em Pedagogia, pós-graduação em psico-pedagogia e experiência prática de ensino em escolas estaduais e municipais localizadas em bairros de baixa renda (Escola Estadual de Ensino Fundamental Samaritana  e Escola Municipal de Ensino Fundamental São Sebastião, ambas em Porto Velho).

 

6. Relacionamento do projeto com as estratégias

 

     O projeto possui indicadores mensuráveis de resultados (aumento da escolaridade média, redução da evasão, melhoria da empregabilidade, melhoria de indicadores sociais relacionados à estrutura familiar, tais como gravidez na adolescência, prostituição, alcoolismo e consumo de drogas).

     O projeto se baseia em experiências de educação vivenciadas pelos idealizadores que, embora não sejam inéditas, possuem comprovada eficácia em termos de promoção social e do desenvolvimento cristão.

     O aprendizado a ser adquirido durante a implantação do projeto poderá ensejar o desenvolvimento de uma metodologia de intervenção em pequenas comunidades urbano-rurais em situação de risco social e carentes do amor de Jesus, em sua forma prática. A JOCUM alcança diversas outras comunidades nessa condição em todo o Brasil, inclusive em Porto Velho, onde as experiências de educação baseada em princípios cristãos poderá ser aproveitada, no sentido de fomentar o desenvolvimento integral do ser humano.


      CARACTERÍSTICAS DE DESENVOLVIMENTO CRISTÃO


·    Compaixão

 

São esperados os seguintes benefícios para os grupos abaixo discriminados:

 

a)      Crianças em idade escolar (ensino fundamental), de 7 a 14 anos, estimadas em número de 120, bem como jovens e adultos no ensino fundamental e médio, na modalidade supletivo, em número de 80, sendo todos habitantes dos bairros Nacional e Belmont, oriundos de famílias ribeirinhas, com distribuição de gênero idêntica à média da população do município:

-       Aumento da oferta de vagas na escola, com garantia de um ensino de qualidade e preparação para uma vida de melhor qualidade.

-       Promoção de ações de saúde preventiva, na área de profilaxia de doenças e saúde bucal.

 

b)      Comunidade em geral:

-       Oferta de cursos de qualificação voltados para a geração de emprego e renda.

-       Aumento da integração comunitária, favorecendo ações em busca de objetivos comuns.

 

Para garantir o acesso preferencial às pessoas de menor poder aquisitivo, o processo de seleção será precedido de pesquisa socioeconômica, privilegiando famílias com renda mensal inferior a um salário mínimo.

 

·    Justiça

 

O projeto deverá manter banco de dados sobre os resultados obtidos, visando comprovar os benefícios sociais e econômicos advindos da oferta educacional adequada, podendo servir de modelo para a política educacional do Estado em relação às populações ribeirinhas.

 

O despertar da autoconsciência e da consciência do indivíduo sobre o seu meio, decorrente do verdadeiro processo de ensino-aprendizagem, por si só deverá capacitar os beneficiados do projeto a cobrar das pessoas em posição de poder uma ação mais efetiva do Estado em relação aos seus direitos de cidadania.

 

·    Caráter

 

O projeto pedagógico contempla a inserção de valores cristãos em todo o plano curricular, buscando permear a relação de ensino-aprendizagem com a promoção do caráter cristão. Para tanto, além do desenvolvimento de material pedagógico próprio e do aproveitamento de materiais já desenvolvidos por outros educadores cristãos, haverá a preocupação de selecionar todo o corpo docente com base no seu nível de comprometimento com o Reino do Deus, prática já adotada pela JOCUM na seleção e preparação de seus missionários.

 

·    Sensitividade Cultural

 

A experiência transcultural de JOCUM em todo o mundo também será aproveitada neste projeto, visando preservar a riqueza cultural dos povos ribeirinhos e facilitar o processo de integração entre os educadores e os educandos.

 

·    Transformação Cultural

 

Ao conseguir modificar os conceitos e elevar a qualidade de vida das comunidades assistidas pelo Projeto – começando pelas crianças e através delas alcançados os adultos –, a JOCUM espera influenciar a Igreja Local a acolher os novos discípulos de Jesus que serão gerados pelo projeto. Para tanto, a JOCUM se dispõe a trabalhar com a Igreja Local através do apoio missionário e do compartilhamento da visão transcultural.

 

·    Prestação de Contas

 

O projeto deverá gerar informações regulares sobre os indicadores de análise que serão utilizados para mensurar o alcance dos objetivos colimados, tais como:

Índice de repetência/evasão, aumento da escolaridade média, nível de renda/emprego, índice de gravidez precoce/abortos e outros indicadores sociais. Para tanto serão realizados censos regulares junto à população-alvo.

 

·    Liderança

 

Levando em conta as peculiaridades e limitações da comunidade, a JOCUM trabalha para a formação de lideranças locais capazes de assumir seus projetos após o tempo de maturação necessário, sempre fomentando a autogestão dos trabalhos pela própria comunidade. Essa política deverá ser aplicada ao presente projeto, de forma a permitir que, no horizonte de 15 anos, surjam lideranças locais suficientes para que a JOCUM possa se dedicar a outras comunidades com maiores necessidades.

 

·    Empoderamento

 

As ações de integração contempladas no projeto deverão servir de base para despertar a consciência coletiva sobre o potencial de suas ações conjuntas em prol de objetivos comuns. O projeto procurará identificar e promover lideranças comprometidas com o Reino de Deus e, conseqüentemente, com o desenvolvimento comunitário, dando ênfase às iniciativas soluções para os problemas locais surgidas na própria comunidade, fugindo de abordagens assistencialistas.

 

·    Participação

 

Na fase de elaboração da proposta completa, os coordenadores deverão contar com a participação de membros da comunidade, visando direcionar os trabalhos a serem desenvolvido para o atendimento das reais necessidades do público-alvo. Desta forma e considerando que o projeto contempla toda a população dos bairros enfocados, espera-se uma inclusão maciça de todos os integrantes dessa comunidade.

 

·    Sustentabilidade

 

Dentre os fatores de indução do desenvolvimento, a educação é o que, embora exija o maior tempo de investimento, garante os resultados mais efetivos e duradouros. O patrimônio espiritual, moral e intelectual a ser adquirido no processo de ensino-aprendizagem permanece com o indivíduo e afeta seus descendentes por diversas gerações, conforme demonstra o ensinamento bíblico (Pr. 22.6).

 

·    Integração

 

A Escola deverá manter convênio com a Prefeitura Municipal para o fornecimento de material didático e merenda escolar, com Igrejas Locais para a captação de doações e voluntários e com empresas interessadas em apoiar financeiramente o projeto, dentro de seus programas de responsabilidade social.


      RESUMO FINANCEIRO


·    Orçamento Geral

 

ITEM

VALOR (R$ 1,00)

Liberação

1

2

3

Implantação da Escola

 

 

 

 

1. Construção do prédio

60.000

60.000

 

 

2. Aquisição de Mobiliário

15.000

15.000

 

 

3. Aquisição de equipamentos

20.000

15.000

5.000

 

4. Aquisição de veículo (micro-ônibus)

40.000

0

40.000

 

Sub-Total 1

135.000

90.000

45.000

0

Custeio das Atividades

 

 

 

 

5. Material didático, pedagógico e de consumo

70.000

20.000

25.000

25.000

6. Outros insumos

34.000

10.000

12.000

12.000

7. Pessoal

210.000

70.000

70.000

70.000

Sub-Total 2

314.000

100.000

107.000

107.000

TOTAIS

449.000

190.000

152.000

107.000

Tearfund

           Outros parceiros

                  JOCUM

·    Fontes de Financiamento

As despesas com pessoal serão cobertas pela JOCUM, através de seus missionários e, eventualmente, com servidores cedidos pela Prefeitura Municipal (serviços de apoio). Os valores estimados no item 7 são, portanto, ilustrativos, uma vez que os missionários de JOCUM são autofinanciados.

O custeio dos materiais e insumos a partir do 2º ano do projeto será obtido através de convênios com a Prefeitura e outras entidades públicas e/ou privadas.

·    Cronograma de Implantação

O prazo para o início do funcionamento da escola está estimado para janeiro de 2005, sendo o período de duração do projeto estimado para 15 anos, quando as lideranças locais estariam aptas para assumir a gestão integral das atividades.


( April 23 - 2005) :
PROJETO CIDADÃO NA ESCOLA

                        A Escola Municipal de Ensino fundamental Prof Maria do Carmo Ribeiro e o Ministério Eurico Nelson senten-se honrados em receber a equipe de Odontologia das Faculdades Integradas Maria Coelho Aguiar, FIMCA, e manifesta grande expectativa por parte da direção, professores e alunos no desenvolvimento dessa parceria. Através de contatos verbais entre a coordenadora do curso de Odontologia, Prof. Drª. Andressa Carvalho Cezar, e professores da disciplina de Odontologia Social e Preventiva e nossos diretores e professores, decidiu-se que todos nós, com a ajuda de acadêmicos da Odontologia e de pais dos nossos alunos e sob co-gestão do Instituto de Ciências Biomédicas 5 da Universidade de São Paulo (ICB5-USP), estaremos empenhados em trabalhar na promoção de saúde e prevenção de doenças das nossas crianças e, conseqüentemente, da nossa comunidade. E por confiar desde já na seriedade desse trabalho, vem, através deste, pedir a autorização da direção da FIMCA para informar a realização desse trabalho conjunto entre nossas instituições à TV Futura para possível veiculação no programa “Escola Promotora de Saúde”.
 
                        Manifestando novamente nossa gratidão, contamos com sua autorização e nos colocamos a disposição para maiores esclarecimentos através dos telefones (69) 223 91 03 e (69) 8116 16 75 ou do endereço eletrônico nilto.cavalheiro@uol.com.br.
 
Nilto Corrêa Cavalheiro _ Vice Diretor da Escola Municipal Profª Maria do Carmo Ribeiro
 
Coordenador Geral do Ministério Eurico Nelson da Convenção Batista do Estado de Rondônia JMN (Junta de Missões Nacionais)

Marlene Furtado de Tarabilllo : Diretora

Universidade de São Paulo ICB5-Monte Negro-
USP co-gestora.
Luís Marcelo Aranha Camargo, MD,PhD
Coordenador ICB5/USP Rondônia

Professor FSL-Epidemiologia
Fone 69.530.20.53


Ministerio Eurico Nelson _ Caixa Postal 226 _ Porto Velho - RO 78900-970 _ Brazil   
  tel:  55-(69) 223 9103  , fax:  55-(69) 223 8448  , mobile:  55-(69) 8116 1675  
 
www.uniaonet.com/nilto.htm birthday:  April 23

PROJETO CIDADÃO NA ESCOLA

                        Promovendo a Inclusão das Comunidades Ribeirinhas

       Graça e Paz

 

Nossa família:

 No dia 22 de dezembro Samuel submeteu-s a cirurgia corretiva no braço, pois tinha ficado com marcas (queloides) devido a queimadura que ele sofreu em fevereiro de 2005. Foi uma benção a cirurgia.Samuel  também  está fazendo tratamento com a fonodiologa e obteve uma melhora considerável.Outro tratamento que Ele começara agora em janeiro de 2006, se da por deficiência de produção de hormônio do crescimento com comprometimento do desenvolvimento osteo muscular e outras funções. Este é por um longo tempo, pois terá que fazer até seus 15 anos, sem poder ser interrompido, tomando injeção de segunda a sábado, e de três em três meses fazer uma bateria de exames para ver se não está tendo alteração ou reação contraria, também este é o mais cara tratamento fica em R$ 2.000,00 mil reais por mês, estamos tentando pelo SUS (Sistema Único de Saúde).    

      Ministério Projeto Cidadão Na Escola

A Escola atende crianças oriundas das comunidades ribeirinhas Belmont, Maravilha e Niterói, e do bairro de periferia Nacional, 70% de nossos alunos não são cristãos e vem de famílias muitas desajustadas principalmente as do bairro.

Investimos nesse semestre em relacionamento, dividimos o grupo em duas partes, os alunos da comunidade ribeirinha Belmont e os alunos do bairro de periferia Nacional.

Contamos com o apoio do Grupo da EMIB (Embaixadores Médicos Internacionais no Brasil) com o Programa ECOSI (Evangelismo Comunitário de Saúde Integral) liderada pelo o Dr. Césio J. Moura,  com sua equipe nos ajudou realizando cursos bíblicos, atendimento medico, as famílias dos alunos que vivem na comunidade do Belmont, levando saúde preventiva.

 Foi importantíssima essa parceria, pois observamos resultados em nossos alunos.

       Tivemos ainda como parceiro no segundo semestre a FIMCA (Faculdade Aparício Carvalho), com os atendimentos odontológicos e prevenção a saúde bucal em todos os nossos alunos e familiares.

Dentre nossos parceiros o SESC (Serviço Social do Comercio) através do Programa Mesa Brasil, em muito tem contribuído.   Terminamos o ano e 2005 com 122 alunos, e teremos mais três turmas com 20 alunos cada no turno da tarde, ou seja, um acréscimo de 60 alunos que dará um total de 182 alunos para 2006.

Ainda precisamos reformar o antigo refeitório e cozinha da JOCUM que será o refeitório e cozinha da Escola. Devido o acréscimo de alunos e o tempo que perdíamos indo ao refeitório novo, e também pelos inúmeros cursos que este ano a JOCUM esta realizando como a Escola Indígena entre outros, o melhor mesmo era reformar o antigo refeitório, pois o mesmo fica no pátio da Escola, para isso precisamos de R$ 4.000.00 mil reais que inclui a mão de obra, a compra de um freezer e fogão industrial. Temos a maior urgência em se tratando da Escola.

 Também temos como alvo, abrir no bairro Nacional uma extensão da Escola, para reforço escolar, atividades com musica, dança, discipulado, atividades com as mães.

Para que as crianças que estudam de manhã possam ter atividades a tarde e as da tarde possam ter atividades pelas manhãs.

 Esse é um desafio grande, e nos ajudem a divulgar precisamos levantar voluntários.         

                         Ministério Eurico Nelson

 Trabalha com comunidades ribeirinhas localizadas nos Rios Machado, Preto e Madeira. Comunidades isoladas, 70% são analfabetos, vivem basicamente da produção de farinha de mandioca, extrativismos agrícolas, pesca e caça.

Para a grande maioria, em caso de doença ou acidente, o socorro mais próximo fica a horas e ate mesmo a dias de distancia. Um grande número é afligido pela malária, dengue e lepra.As condições nutricionais são pobres porque alimentação baseada principalmente em farinha e peixe. A religião é um misto de tradições supersticiosas e o catolicismo romano. Os festejos religiosos têm sido as principais fontes de lazer da comunidade, mas acabam sendo marcadas pelo consumo de bebidas alcoólicas, prostituições, brigas e até mesmo mortes.

O que temos feito:

Na área de saúde: Assistência médica e odontológica e ambulatorial á população ribeirinha residente ás margens e afluentes dos Rios Preto, Machado e Madeira. Contamos com a parceria com o Instituto de Ciências Biomédicas 5 da Universidade de São Paulo, ICB5-USP,com Faculdade São Lucas. Levantamento epidemiológico das condições de saúde bucal da população rural ribeirinha do Rio Machado, segundo o modelo preconizado pela Organização Mundial de Saúde. O projeto prevê assistência odontológica a essa população nos anos de 2005 e 2006, sob a responsabilidade da Drª Roberta Francisca M de Castro, da USP.

Realizamos evangelismo, discipulado, e com seminários de capacitação de lideres, ainda organizamos expedições missionárias com os jovens da Igreja batista Filadélfia e as Senhoras de varias Igrejas Batistas desafiados para a obra missionária.

Fizemos uma reforma paliativa emergencial no barco Eurico Nelson III, que é um barco pequeno e já muito velho.Há necessidade urgente de um barco maior para os nossos trabalhos que realmente atenda ás necessidades do Ministério Eurico Nelson e parceiros, pois a movimentação de pessoal tem sido realmente grande.

 

MOTIVOS DE ORAÇÃO

Reforma urgente da cozinha e refeitório;

Voluntários para o trabalho de extensão da Escola no Nacional;

Discernimento e lucidez nas decisões tanto com o barco como também com a escola;

Família, principalmente pelo Samuel, que no ano de 2005 teve alguns problemas, e iniciará o ano de 2006 já em tratamento.

Um computador;

Sustento financeiro para a família.

 Muito obrigado por termos, esta maravilhosa igreja como parceira em nosso ministério, obrigado pela confiança, amor e carinho a nossa família.

 Em Cristo

 Nilto, Marlene, Samuel e Ana Cavalheiro.   (3/1/2006)


PROJETO CIDADÃO NA ESCOLA

PROMOVENDO A INCLUSÃO DAS COMUNIDADES RIBEIRINHAS

ESCOLA MUNICIPALIZADA PROFESSORA MARIA DO CARMO RIBEIRO

ESTRADA DO BELMONT Nº 120.08- BAIRRO NACIONAL.

PORTO VELHO-RO

JOCUM-JOVENS COM UMA MISSÃO.

 

ANO 2006

1ª SÉRIE – 2º ANO

 

Nome

Dat. Nascimento

01

Adriane dos Santos

14/05/1998

02

Andressa Pinheiro Ramos

20/01/1998

03

Carlos André Nunes Lopes

10/07/1993

04

Carlos Ruan de Paula Rodrigues

23/09/1997

05

Daiana Costa dos Santos

09/10/1998

06

Eliel Martins Paiva

25/02/1999

07

Eriane Santana Souza das Neves

19/05/1999

08

Fabrício Silva de Oliveira

09/01/1998

09

Francisco da Costa Filho

19/07/1998

10

Klissmann dos Santos Costa

31/07/1999

11

Letícia Mikaela Costa Pereira

01/09/1998

12

Manoel da Silva Costa

04/01/1997

13

Manoelina Ferreira Burg

14/07/1999

14

Marcos Brasil da Silva

07/12/1997

15

Maria Eduarda Santos Galvão

21/09/1999

16

Melry Anna Carneiro Dantas

06/06/1999

17

Moises Barbosa da Silva

24/10/1998

18

Neylians da silva Santos

11/10/1999

19

Richar Brendall Fernandes Nobre

17/09/1998

20

Ruâ Derick de Souza Santiago

09/01/1996

21

Silas Ribeiro dos Santos

25/01/1998

22

Thalita Ripardo dos Reis

04/08/1998

23

Cleitor Luan Ribeiro Garcia

13/02/1998

  

ANO 2006

4ª SÉRIE A – 5º ANO

 

Nome

Dat. Nascimento

01

Alisson PAtrik de Paula Rodrigues

07/11/1995

02

Bruno Henrique Santos Cruz

14/10/1995

03

Carla Andrezza Lopes da Silva

04/03/1995

04

Camila Pereira da Costa

05/01/1994

05

Daniele Reis da Silva

30/11/1994

06

Dayane Silva de Oliveira

03/06/1994

07

Edirone Oliveira da Costa

03/08/1993

08

Eliude Oliveira da Costa

10/08/1995

09

Eduarda Nathália Barbosa Brasil

27/11/1995

10

Leonardo Gomes Botelho

27/06/1995

11

Mateus Nascimento da Costa

04/03/1995

12

Melina dos Santos Dantas

03/07/1997

13

Pedro Henrique Froes Correia

30/11/1994

14

Rawellington Darei Nunes dos Santos

09/05/1996

15

Vericles dos Santos Parreira

15/06/1995

16

Vanderleia Garcia da Silveira

07/04/1994

17

Viviane da Silva Dantas

07/04/1995

18

Gabriel Ribamar Menezes da Silva

04/04/1994

19

Gilmar Maia Feitosa Junior

04/04/1994

20

Klisman Belmiro Ferreira

14/04/1996

21

Naiara Ferreira Nascimento

13/07/1995

22

Natiele Silva Costa

21/04/1993

23

Tatiane Jesus da Silva

20/07/1994

24

Willian Fabri Ribeiro

21/08/1991

ANO 2006

4ª SÉRIE B – 5º ANO

 

Nome

Dat. Nascimento

01

Anderson José de Souza

05/06/1995

02

Beatriz Carvalho dos Santos

25/05/1996

03

Cleiton Gomes de Souza

26/06/1995

04

Crislane Gonçalves Neves

22/10/1995

05

Daniel dos Santos Muniz

26/03/1995

06

Eduardo Pereira de Souza

16/06/1996

07

Frankneli Lima Santos

02/04/1995

08

Fernanda Cristina Amaral de Souza

07/10/1995

09

Gabriel Pereira de Oliveira

02/08/1995

10

Geilson Pereira Rocha

20/10/1995

11

Igor Neves da Costa

28/11/1995

12

Jean Claude Quintino da Silva

07/06/1995

13

Kassandra Oliveira Sampaio

25/06/1995

14

Laila Dalila de Almeida Pinto

03/04/1996

15

Maria de Lourdes Cardoso de Oliveira

19/04/1995

16

Marcio Jhonntan Pereira Santos

01/07/1996

17

Plablo de Souza Monteiro

18/11/1995

18

Paulo César Brito de Oliveira

11/06/1996

19

Otavio Henrique

18/09/1992

20

Elizabethe Cristina Pereira

07/11/1994

21

Leonardo Matos Marciano

09/08/1994

22

Pámela Cristina de Almeida

08/10/1995

 

ANO 2006

4ª SÉRIE C – 5º ANO

 

Nome

Dat. Nascimento

01

Micaelle Castro Soares

04/10/1995

02

Rafael de Albuquerque dos Santos

29/03/1994

03

Rebeca Flor Sales

 

04

Soraia Gomes da Silva

18/05/1995

05

Mateus Galdino Santos Souza

24/02/1995

06

Marcio Sales Lopes

 

07

Natan Dantas Moreira

18/08/1995

08

Jaécyo Brenyo dos Santos Costa

12/09/1995

09

Jéssica Caroline Ramos

13/12/1995

10

Fernando Moura de Oliveira

01/09/1995

11

Elisandro dos Santos Molina

08/12/1995

12

Camila Vieira da Silva

10/09/1995

13

Carlos Henrique Nascimento P. de Araújo

 

14

Cleisiele Gonçalves da Silva

02/06/1994

15

Clisma Gonçalves Neves

06/03/1995

16

Deusimar Rodrigues da Silva

06/03/1995

17

Otavio Henrique Viana de Souza

18/09/1992

 2006

4ª SÉRIE D – 5º ANO

 

Nome

Dat. Nascimento

01

Leonardo Matos Marcião

21/08/1993

02

Camila Pereira da Costa

05/01/1994

03

Ceciele Souza Nunes

15/09/1994

04

Cleiton Silva do Nascimento

24/08/1994

05

Diele Caroline Miranda Batista

15/10/1994

06

Eduardo Delgado Mota

10/04/1993

07

Glaedson Lagos Moreira

13/06/1994

08

Jackson Pantoja Gonçalves

27/11/1994

09

Jéssica Nogueira dos Santos

10/01/1992

10

Joel Marcos Batista de Almeida

30/10/1993

11

Klebeson de Souza Monteiro

02/06/1991

12

Luciano Rodrigues da Silva

30/07/1992

13

Marcilei Lopes dos Santos

04/08/1992

14

Pedro Henrique Froes Correia

30/11/1994

15

Querolaine Reis Menezes

09/09/1993

16

Raimundo Silva Prestes

12/09/1994

17

Thais Aguiar dos Santos

17/12/1994

18

Thalisson Augusto de S. Figueiredo

04/02/1994

 

ANO 2006

4ª SÉRIE – 3º ANO

 

Nome

Dat. Nascimento

01

Artur Brasil da Silva

07/05/1993

02

Diego Batista Caicersan

13/05/1994

03

Caroline Ramos Grumble

09/04/1995

04

Lídia Ramos Pires

29/04/1994

05

Marcos Henrique do Nascimento Passos

16/12/1992

06

Fabiana Souza dos Santos

26/08/1992

07

Hefrain Gabriel Lopes de Paula

08/02/1994

08

Marciano Queiroz do Nascimento

01/05/1989

09

Elias Santos de Carvalho

20/04/1994

10

Simone Lima Amorim

05/08/1990

11

Sidnei Hermes Lima Amorim

20/12/1991

12

Leomar Vieira dos Santos

25/03/1992

13

Claudileno Mota Pamplona

02/03/1994

14

Sérgio dos Santos Nascimento

10/02/1989

15

Josimar Silva Pinheiro

07/12/1988

16

Ydalina Laura da Silva

09/05/1995

17

Gabriel Menezes da Silva

04/04/1994

ANO 2006

2ª SÉRIE – 3º ANO

 

Nome

Dat. Nascimento

01

Alex Douglas Mora Morais

10/08/1994

02

Ana Paula Silva Pinheiro

17/11/1996

03

Darley Costa dos Santos

11/11/1996

04

Daiana Ferreira Trindade de Souza

20/09/1996

05

Déborah Dantas dos Santos

19/12/1997

06

Elene Tainara Brito dos Santos

25/08/1996

07

Fábio Brasil da Silva

07/08/1995

08

Francisca Ferreira Brandão

06/02/1992

09

Galileu Mendonça da Silva

02/05/1996

10

Jackston Henrique Candido S. Barbosa

 

11

Lucas Silva Macedo

18/10/1995

12

Mayra de Oliveira Ranchel

16/03/1997

13

Nadson Bonieque Carneiro Silva

04/11/1995

14

Pedro Afonso Viana Veiga

28/06/1995

15

Ricardo Gomes de Oliveira

22/10/1996

16

Rosiane Souza dos Santos

28/11/1996

17

Raely Silva Lins

25/08/1996

18

Sabrina Lima

08/09/1995

19

Thainá Ramos Brasil

15/11/1995

20

Taleissa Duarte Rodrigues

02/05/1997

21

Kariane Roberta Lopes da Silva

03/12/1996

 

ANO - 2006

ENSINO INFANTIL – 1º ANO

 

Nome

Dat. Nascimento

01

Diego Costa Batista

17/07/1998

02

Neyliane da Silva Santos

11/10/1998

03

Daiana Costa dos Santos

09/10/1998

04

Letícia Mikaela Costa Pereira

01/09/1998

05

Andressa Pinheiro Ramos

20/01/1998

06

Klismann dos Santos Costa

01/07/1999

07

Adryane dos Santos

14/05/1998

08

Lucas Silva Lins

24/03/1998

09

Eriane Santana Souza das Neves

19/05/1999

10

Moises Barbosa dos Santos

24/10/1999

11

Henrique Pereira Ramos

12/08/1999

12

Ana Paula Garcia

20/04/1999

13

Rebeca Pacheco da Silva

04/05/1999

14

David Junior Freitas Rodrigues

06/01/1999

15

Melry Anna Carneiro Dantas

06/06/1999

16

Hiago Maciel Morato

06/02/1999

17

Francisco de Assis Oliveira Costa

19/07/1998

18

Isabele Cristina Campos da Silva

09/07/1998

19

Eliel Martins Paiva

25/02/1999

 

ANO 2006

1º ANO

 

Nome

Dat. Nascimento

01

Alex Sandro de Souza

26/01/1998

02

Ângela Carvalho de Lima

21/02/1999

03

Beatriz dos Santos Dantas

31/10/1999

04

Carla Dantas dos Santos

04/09/1999

05

Crislane Fabri Ribeiro

02/02/2000

06

Daniel Ferreira de Araújo

11/05/1999

07

David Junior Freitas Rodrigues

06/01/1999

08

Emanuele Pereira Pinto

20/09/1999

09

Fabio Henrique Moreira dos Santos

06/06/1999

10

Gabriel Nascimento dos Santos

25/12/199

11

Gleiciane Monteiro de Souza

25/10/1999

12

Jaime Cavalheiro Gomes

15/04/2000

13

Jessé Mateus Pereira Monteiro

10/10/1999

14

Karina Dantas dos Santos

04/09/1999

15

Jairton Carvalho da Silva

25/02/2000

16

Mariani Aparecida Ferreira Vaz

12/10/1999

17

Rana Tamires da Silva Feitosa

12/12/1999

18

Queila Costa Mendes

24/04/2000

19

Samuel Barbosa dos Santos

24/03/2000

20

Samuel Ribeiro dos Santos

18/03/2000

21

Tais Estefane Silva dos Santos

10/03/2000

22

Timotio Ioran de Matos Pinto

19/08/1999

ANO 2006

1º SÉRIE A – 2º ANO

 

 

Nome

Dat. Nascimento

01

Ana Paula Garcia

20/04/1999

02

Ana Paula Froes Correia

04/01/1998

03

Daniele Cruz Araújo

06/03/1998

04

Carlos Ruan de Paula Rodrigues

23/09/1997

05

Carlos André Nunes Lopes

10/07/1993

06

Tiago Quadros

30/10/1997

07

Sâmara Lima

17/08/1997

08

Jhones Oliveira Costa

06/10/1993

09

Leonardo Almeida dos Santos

26/04/1996

10

Jonatas Ramos Pires

19/11/1997

11

Marcos Brasil da Silva

07/12/1997

12

Henrique Pereira Ramos

12/08/1999

13

Ruã Derick de Souza Santiago

09/01/1996

14

Manoel da Silva Costa

04/01/1997

15

Otaciane Santiago

02/01/1998

16

Helita Garcia da Silveira

09/06/1997

17

Fabrício Silva de Oliveira

09/01/1998

18

Patrícia Gomes Botelho

25/10/1996

19

Sara Cristina Freitas Rodrigues

06/09/1996

20

Wesley dos Santos Sobrinho

21/12/1997

 

Todos os alunos fazem uso do transporte escolar.

ATENCIOSAMENTE

Nilto Correa Cavalheiro




 ESCOLA MUNICIPALIZADA DE ENSINO FUNDAMENTAL

                                  PROFª. MARIA DO CARMO RIBEIRO.

 

                                            JOCUM-JOVENS COM UMA MISSÃO

              ESTRADA DO BELMONT KM 08 N° 120.08 BAIRRO NACIONAL

 

ANO 2004.

 

A Escola localizava-se na Estrada do Belmont, em uma puxada, totalmente insalubre, sem nenhuma qualidade de ensino e de ambiente. Devido algumas mães tomarem conhecimento que íamos abrir uma Escola nos procuraram e mencionaram a existência da Escola, abaixa qualidade do ensino, pois muitas crianças estavam na escola, porém sem nenhum aproveitamento pedagógico, repetindo a mesma serie mais de uma vez.

Mediante a esta situação, procuramos a Secretaria Municipal de Educação-SEMED, para falarmos da situação da Escola e propomos uma parceria.

Fomos falar com a Secretaria (Zidinalva Camurça), que nos encaminhou ao Sr. Severino Castro, o qual ficou feliz de saber, pois o plano era fechar a Escola, pois, não havia produtividade. Foi chamado o Senhor Paulo que era o responsável pela Divisão de Ensino Rural, aonde no mesmo dia os dois vieram até a JOCUM verificaram o local, a nossa proposta que era: JOCUM ofereceria o espaço físico adequado e o que mais fosse necessário, se responsabilizaria pela administração, parte pedagógica e um professor.

SEMED: ofereceria os outros professores, pois, a Escola não seria mais multiseriada, a merenda, carteiras e transporte.

No dia 13 de março a E.M.E. F Profª.Maria da Carmo Ribeiro com 26 alunos assim alencados.

Classe de alfabetização: 02

Primeira série: 11

Segunda série: 05

Terceira série: 06

Quarta série: 02

Professores que foram encaminhados pela SEMED: Irineu Muniz e Claudelis Maria Ferreira.

JOCUM: Maria Edisse.

Direção e parte pedagógica: Marlene Furtado.

 

Quadro 1 Matériais fornecido pela SEMED 2004.

Merenda (arroz, feijão, açúcar, charque, enlatados, biscoito)

Material de limpeza;

Transporte dos alunos

O material didático do aluno já havia sido entregue antes.

O livro didático não dava para todos, pois, o que e encaminhado sempre se basea no censo anterior, nunca na realidade atual.

Professores: 02

Material Pedagógico.

O material de limpeza e pedagógico encaminhado foi oriundo do fundo que a Escola recebe o PDDE, que a SEMED havia recebido e feito as compras destes materiais para a Escola.

30 carteiras

 

Quadro 02 Matérias fornecido por JOCUM 2004

Complemento Merenda (frutas, verduras, farinha,)

Cozinha e cozinheira e refeitório;

Salas de aula com quadro branco, ventiladores; TV, vídeo, bebedouro.

Professora: 01

Direção: 01

Material pedagógico; complemento.

Pagamento da Energia

Pagamento do Telefone

Pagamento de faxineira


ANO 2005

A Escola já não possuía mais 25 alunos e sim 96 matriculas inicial e depois com a criação de uma turma especial passamos a ter 120 alunos. Agora também atendíamos o Bairro Nacional e não mais só a comunidade do Belmont.

A SEMED estava com uma nova administração, Foi bem difícil no início, pois como todo novo, os novos administradores ainda estavam a localizar-se, como tínhamos ainda material de limpeza e um pouco pedagógico, e com a verba do PDDE conseguimos levar até o meio do ano, o restante do ano a Escola organizou festa, bazar e com o dinheiro adquirido compramos o que faltava e a JOCUM colaborou ofertando dinheiro para o restante.

No inicio tivemos dificuldades com a merenda, pois, é sempre baseada no censo anterior, mas conseguimos resolver, o Diretor da Divisão de merenda o Sr. Rocha ajudou e muito.

Como a Escola cresceu precisamos de mais estrutura, a JOCUM adquiriu para Escola 10 ventiladores de parede, dois em cada sala,